Área Total x Área Privativa: o que considerar na hora de comprar um imóvel

Salve Família! O Blog Investidor da Brava está sempre atento para trazer os melhores conteúdos para os nossos leitores. Normalmente trazemos informações importantes da nossa amada região e também informações relevantes para quem desejar comprar ou investir em imóveis.

Uma das questões recorrentes para quem deseja adquirir um imóvel são as especificações técnicas do imóvel. O que costuma causar uma certa confusão na cabeça de investidores e compradores são as metragens equivalentes a área total, área útil, área comum e área privativa. Mas afinal, o que significa cada uma delas? Quais são os fatores principais que devo considerar na hora de investir em um imóvel? Fique ligado que vou esclarecer tudo para você nesse post!

Muitos clientes chegam até os corretores imobiliários com algumas dúvidas sobre a área do imóvel. Mas o que será que deve ser considerado na hora de adquirir um imóvel? Recentemente fizemos um post em nossas redes sociais explicando quais são os principais pontos na hora da decisão de comprar ou investir em um imóvel. 

Cerca de 25% das pessoas consideram que a localização é o principal fator na hora de escolher um imóvel. Ou seja, ¼ das pessoas valorizam o local e a estrutura que ele pode oferecer para moradia e qualidade de vida. Por isso, não cansamos de repetir que nosso propósito é priorizar seu bem-estar. Afinal, a Praia Brava de Itajaí oferece tudo que você precisa para ser feliz em larga escala.

Na segunda posição de preferência de compradores e investidores, vem 2 itens com 15%: segurança e vaga na garagem. Sim, segurança é um fator primordial de qualidade de vida e aqui na Praia Brava nos consideramos protegidos. Também empatado, a vaga na garagem é considerado um fator muito relevante, pois precisar estacionar seu automóvel na rua não é nada legal. 

As áreas de lazer do empreendimento ficam em terceiro lugar com 10% da preferência das pessoas. Isso se deve a praticidade em ter tudo que você precisa dentro de um condomínio, sem precisar sair de casa. O lazer é sim uma das prioridades de compradores de imóvel. Um pouco abaixo com 9% está o elevador, as pessoas consideram importante e mais prático ter um elevador, do que precisar ter que subir de escada até seu apartamento.

Outros fatores que fazem a diferença na escolha de um imóvel na hora de comprar são: 7% face para o sol, 6% andar do imóvel, 5% varanda, 4% vista e 4% infraestrutura tecnológica. No geral são essas as principais questões das pessoas na hora de adquirir um imóvel. 

Porém, analisando bem esses fatores chegamos ao tema principal desse texto: área total x área privativa. Afinal, o que devo considerar na hora de comprar ou investir em um imóvel. Vamos desmistificar as diferenças entre área total, área privativa, área comum e área útil.

Área Privativa

A área privativa é de uso exclusivo do proprietário. Medida em metros quadrados, consiste na área interna do imóvel considerando até a espessura das paredes internas e externas. Varandas, sacadas, terraços, jardins e garagens também entram no cálculo de área privativa.

Área útil

Também conhecida como área de vassoura, a área útil é bem parecida com a área privativa e diz respeito ao espaço de uso exclusivo do proprietário. Porém, consiste na soma de todos os espaços do imóvel, mas sem considerar paredes internas e externas.

Área Comum

A área comum representa as áreas que podem ser utilizadas por todos os moradores como áreas de lazer e circulação no condomínio. Podem ser salão de festas, academia, espaço gourmet, piscina, corredores, playground, escadas e etc.

Área Total

A área total corresponde a área privativa e a área comum. Ou seja, é a área de uso exclusivo do proprietário somada às áreas comuns do condomínio. Na divulgação de um empreendimento normalmente é calculada com base na área privativa mais uma fração proporcional da área comum.

Apesar de muitas pessoas considerarem apenas a área privativa como essencial na aquisição de um imóvel, devemos analisar bem os benefícios das áreas comuns de um empreendimento. A metragem equivalente a área total reforça um ponto que vem em exponencial crescente, a valorização da qualidade de vida. 

É muito mais prático e seguro que você tenha tudo que precisa dentro do seu condomínio. Seja um espaço para o lazer, seja para caminhar, passear com seu pet, ir a academia, frequentar a piscina ou convidar amigos para fazer um delicioso almoço no espaço gourmet do empreendimento. 

Portanto, a tendência é que as pessoas passem a valorizar ainda mais as áreas comuns nos próximos anos. O conceito de Home Club, moradia em formato de clube, vem crescendo ano após ano e sendo um fator decisivo na hora de comprar ou investir. E para você, o que mais importa na hora de adquirir um imóvel? Conte para nós quais são suas prioridades!

Fiquem ligados que semana que vem tem mais informação de qualidade aqui no blog do IB.

 

Um abraço.

José Xavier,
IB Founder.

 

Deixe uma resposta

Comparar listagens

Comparar
× Fale conosco pelo Whatsapp?